Imprensa

AGRALE LANÇA NOVOS CHASSIS PARA CARRO-FORTE

22 nov 2006

A Agrale S.A., tradicional montadora nacional, ingressa em um novo nicho de mercado e lança novos chassis especialmente desenvolvidos para a aplicação em carros-fortes. Os modelos têm versões distintas: curtas distâncias, chassi Agrale 7.9, que permite blindagem de nível NIJ III (nível máximo permitido no Brasil) e entre-eixos de 2.950 mm, e para médias distâncias, os chassis Agrale 8.5 e 9.2 com entre-eixos de 3.150 mm e capacidade para receber blindagem de nível NIJ IV, exigência de alguns mercados internacionais.

O desenvolvimento dos novos chassis demandou 18 meses de trabalho para projetar um produto que atendesse os padrões brasileiros e internacionais e pudesse, inclusive, ser exportado. Conforme Flávio Crosa, diretor de Vendas e Marketing, a Agrale percebeu a necessidade do segmento de transporte de valores por um chassi desenvolvido especificamente para essa aplicação. "Até hoje, a maioria dos carros-fortes eram montados sob chassi de caminhão e não tinham estrutura completamente adequada para receber a carroceria. Alguns, apesar de serem dirigidos para esse nicho, não atendiam todas as especificações para garantir a máxima segurança às empresas de transporte de valores", explica.

Garantia de fábrica

Com o lançamento dos novos modelos de chassis para carro-forte, a Agrale oferece ao mercado dois importantes diferenciais – garantia integral de fábrica e redução no tempo e no custo do encarroçamento, devido às características técnicas dos produtos. A garantia integral da montadora somente é possível porque nos chassis Agrale o fabricante da carroceria não precisa efetuar nenhuma alteração técnica, como o recuo da plataforma do motorista e o reposicionamento do tanque de combustível, entre outras mudanças que era obrigado a fazer nos demais chassis disponíveis.

Segundo Flávio Poletti, diretor responsável pela área de Engenharia e Desenvolvimento da Agrale, em veículos com motores eletrônicos essas mudanças ficam ainda mais complexas porque envolvem os comandos como o acelerador eletrônico e todo o sistema de alimentação e de medição do combustível. "A maioria dos chassis do mercado (ônibus e caminhões) tem plataforma do motorista avançada. Para a aplicação de transportes de valores é necessário recuar a plataforma por questões de distribuição de peso e sobrecarga no eixo dianteiro. No caso da Agrale, os veículos já foram fabricados com essa nova configuração, garantindo maior vida útil e reduzindo o tempo e os custos envolvidos para montagem do carro-forte, além de permitir que o veículo esteja dentro das normas exigidas pelas empresas deste segmento", analisa o executivo.

Indicado para o transporte de valores em curtas distâncias, o chassi 7.9 é compacto, leve e tem comprimento total de 5.470mm. Equipado com motor MWM 4.10 TCA de 115 cv de potência a 2.400 rpm, uma das características do modelo é o balanço (dianteiro e traseiro) com dimensões adequadas para a aplicação. Na parte dianteira são 1.030 mm e na parte traseira, 907 mm, medidas idênticas aos demais chassis da família Agrale.

Destinados para blindagens mais robustas (até nível NIJ IV), os modelos Agrale 8.5 e 9.2 são equipados com direção hidráulica ZF Servocom 8090, eixos Dana e Meritor, e caixa de câmbio Eaton FSO 4405C. O modelo Agrale 8.5 possui comprimento de 5.670 mm e motor MWM 4.12 TCE com potência de 150 cv a 2.200 rpm e torque de 550 Nm entre 1.300 rpm e 1.700 rpm. Já o Agrale 9.2 tem opções de comprimento de 4.475 mm e 5.670 mm, e motor MWM 4.12 TCA, também com potência de 150 cv e torque de 550 Nm.


Secco Consultoria: www.secco.com.br

Voltar